domingo, novembro 23, 2008

The Million Dollar Hotel

"Wow,
After i jumped, it ocurred to me, life is perfect.
Life is the best. Full of magic, beauty, opportunity, and television.
And surprises, lot's of surprises, yeah.
And then there’s the best stuff of course, better than anything anyone ever made up, 'cause it’s real."


A crítica foi das piores. À primeira vista parece um filme dramalhão, decadente, deprimente e parado. E se calhar é, mas não deixa de ser um dos meus preferidos.
Mas vamos lá ver:
- Realizado por Wim Wenders (sim, o gajo às vezes consegue ser uma seca!)
- A fotografia é de Phedon Papamichael ( Muito, muito bom!)
- Escrito por Bono, Nicholas Klein e Wim Wenders.
- A Banda Sonora ficou nas mãos de Bono, Brian Eno, Jon Hassell, Daniel Lanois, Hal Willner, e foi formada a MDH Band (Million Dollar Hotel Band). Sei que muitas pessoas da minha geração têm um ódio de estimação aos U2/Bono Vox, mas eu não sou uma delas, cresci a ouvi-los, e além disso nesta banda sonora acho que foge um bocadinho ao habitual dos U2, tendo muita influência de Jazz e Blues. Uma curiosidade: a letra da música mais conhecida desta Banda Sonora, a "The Ground Beneath her feet" foi praticamente retirada do livro com o mesmo título de Salman Rushdie, o qual concordou plenamente com o "plágio intencional", e inclusivamente aparece numa cena do vídeo desta música.
- As interpretações:
Temos a magnífica Milla Jovovich. Confesso que gosto muito dela, não acho que seja má actriz, pelo contrário. Aqui, também ela participa na banda sonora com a música "Sattelite of Love", na qual ela brinca com a voz provavelmente por não ter voz para cantar, e o resultado é no mínimo original.
Temos o Jeremy Davies. Sem dúvida a melhor interpretação neste filme. O personagem que ele interpreta exige uma liberdade de expressão corporal a meu ver muito díficil. Ele é Tom Tom, o meu personagem preferido deste filme.
Temos o Mel Gibson. Um Mel Gibson muito diferente do que estamos habituados.
E ainda uma série deles como Amanda Plummer,Gloria Stuart, Julian Sands, Jimmy Smits, etc...
- A estória: Pode não ser a melhor. Num hotel que fora nos seus tempos áureos de grande renome é, no momento, um edificio ocupado por indigentes, cada um mais maluco que o outro. Lá vive Tom Tom (Jeremy Davies), um personagem que é inocente e meio maluquinho e que parece viver numa realidade só sua. É apaixonado por Eloise (Milla Jovovich), um anjo caído nas ruas da cidade. Outro dos residentes é Izzy (Tim Roth), um drogado que cai do telhado e aparece morto. O agente do FBI Skinner (Mel Gibson) é quem vai investigar se tratou-se de um suícidio ou assassinato. Todos os residentes são suspeitos. Enquanto isso, Tom Tom e Eloise vão se apaixonando. Acima de tudo , é uma estória de amor. Estranha, mas bonita e tocante.
O melhor?
Para mim são os diálogos e monólogos de Tom Tom.
Aqui têm o trailer, com um som péssimo aviso já!

3 comentários:

R.L. disse...

apaguei aquela merda*
faço falta, nem q seja a mim. sei lá. tudo pelos ares jaaaaaaa.
os gajos sao idiotas, n esperes por postal nenhum.
qq coisa, escreve ali po meu mail q ta no blog, talvez seja melhor *

Rafeiro Perfumado disse...

Não conheço... mas deixo um conselho, vi ontem o filme que satiriza o 300. Ainda não estou totalmente recuperado do choque, como é possível haver filmes tão maus?

Beijocas.

illatonero disse...

R.L
Claro q não. Nem dei a minha morada.
Mas olha q os gajos não são todos idiotas. Conheço alguns q são tesouros... mas não me dizem nada. O problema é meu, eu é q pareço uma mosca à volta de tudo o q é merda!

Rafeiro Perfumado:
Não sei q filme é esse...